Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Dicas

Como trocar a Resistência do Chuveiro: Passo a passo para você mesmo fazer!

Publicado em 10.08.2023 |
Visualizações
1.175 visualizações
Imagem do autor Equipe de Redação Copalux
Equipe de Redação Copalux
Redator da Copalux

Trocar a resistência do chuveiro é uma tarefa que pode ser realizada de forma relativamente simples, desde que sejam tomados os cuidados necessários e se tenha as ferramentas adequadas. Se você está enfrentando problemas com a temperatura da água ou percebeu que o chuveiro não está funcionando como deveria, pode ser o momento de considerar a troca da resistência.

Neste guia passo a passo, vamos orientá-lo sobre como realizar essa tarefa de maneira segura e eficiente. Lembre-se sempre de priorizar a sua segurança ao lidar com eletricidade e água, e se você não se sentir confortável em realizar o procedimento, é aconselhável buscar a ajuda de um profissional qualificado. Confira a seguir!

O que preciso para trocar a resistência do chuveiro?

Trocar a resistência do chuveiro é uma tarefa relativamente simples, mas requer alguns cuidados e ferramentas básicas. Aqui está uma lista do que você vai precisar:

  • Resistência Nova: Certifique-se de adquirir uma resistência compatível com o modelo do seu chuveiro e com a voltagem da sua rede elétrica (110V ou 220V).
  • Chave de Fenda: Uma chave de fenda é essencial para abrir o compartimento da resistência e remover os parafusos.
  • Alicate: Um alicate é útil para desconectar os fios da resistência antiga e conectar os fios à nova resistência.
  • Fita Veda Rosca: Essa fita é usada para vedar as roscas e evitar vazamentos de água após a troca da resistência.
  • Pano ou Toalha: Tenha um pano ou toalha à mão para secar a área ao redor do chuveiro e evitar que a água escorra durante a troca.
  • Desligamento de Energia: Antes de começar, desligue a energia elétrica do chuveiro no disjuntor principal da sua casa para garantir a segurança durante a troca.

chuveiro eletrico desligado

Foto: Divulgação

Passo a passo de como trocar a resistência do chuveiro?

Entenda o processo de troca da resistência do chuveiro passo a passo. Lembre-se de que, ao lidar com eletricidade e água, é importante garantir sua segurança. Se você não se sentir confortável, é recomendável procurar a ajuda de um profissional qualificado, como um eletricista. Certifique-se de desligar a energia antes de iniciar qualquer trabalho. Aqui está o passo a passo completo: Passo 1: Desligue a Energia

  • Certifique-se de que a energia elétrica do chuveiro está desligada no disjuntor principal da sua casa.

Passo 2: Acesso à Resistência

  • Remova a tampa do chuveiro, que geralmente está localizada na parte inferior. Use a chave de fenda para soltar os parafusos que prendem a tampa.

Passo 3: Desconecte os Fios

  • Com cuidado, desconecte os fios da resistência antiga. Geralmente, há dois fios conectados a ela. Observe a forma como eles estão conectados para facilitar a reconexão posterior.

Passo 4: Remova a Resistência Antiga

  • Utilize a chave de fenda para soltar os parafusos que prendem a resistência antiga. Retire-a cuidadosamente.

Passo 5: Instale a Nova Resistência

  • Posicione a nova resistência no lugar e alinhe os furos de fixação com os parafusos. Insira os parafusos e aperte-os para fixar a resistência no lugar.

Passo 6: Conecte os Fios

  • Conecte os fios à nova resistência, certificando-se de que estão bem presos. Se necessário, use o alicate para apertar as conexões. Lembre-se de conectar cada fio no terminal correspondente.

Passo 7: Vede as Roscas

  • Envolva as roscas da nova resistência com a fita veda rosca para evitar vazamentos de água.

Passo 8: Feche o Compartimento

  • Coloque a tampa do chuveiro de volta no lugar e aperte os parafusos para fixá-la.

Passo 9: Ligue a Energia

  • Após a resistência estar instalada e tudo estar devidamente fechado, ligue a energia elétrica do chuveiro no disjuntor principal da sua casa.

Passo 10: Teste o Funcionamento

  • Abra a água quente do chuveiro e verifique se a resistência está funcionando corretamente. Certifique-se de que não há vazamentos de água.

Lembre-se de seguir as orientações do fabricante do chuveiro e tomar todas as precauções de segurança ao realizar essa tarefa. Se você não estiver confiante em realizar a troca por conta própria, é sempre recomendável procurar a ajuda de um profissional. A segurança é fundamental.

chuveiro eletrico

Foto: Reprodução

Quais as maiores causas para a resistência queimar?

A queima da resistência do chuveiro pode ocorrer por diversas razões. Aqui estão algumas das maiores causas para a resistência do chuveiro queimar:

  1. Sobrecarga Elétrica: Uma das principais causas da queima da resistência é a sobrecarga elétrica. Isso pode ocorrer quando há variações na tensão elétrica da rede, o que faz com que a resistência trabalhe em condições anormais e acabe queimando.
  2. Qualidade da Água: A qualidade da água também pode desempenhar um papel importante. Águas com alta concentração de minerais, como calcário, podem causar o acúmulo de depósitos minerais na resistência ao longo do tempo. Isso pode reduzir a eficiência da resistência e levar ao superaquecimento, resultando em sua queima.
  3. Uso Excessivo: O uso constante e prolongado do chuveiro, especialmente em temperaturas mais altas, pode fazer com que a resistência trabalhe em níveis mais elevados de calor, aumentando a probabilidade de queima.
  4. Desgaste Natural: Com o tempo, todas as peças elétricas estão sujeitas a desgaste natural. Isso inclui a resistência do chuveiro, que pode se desgastar ao longo do tempo devido ao uso contínuo.
  5. Instalação Incorreta: Uma instalação inadequada da resistência ou conexões elétricas malfeitas podem levar a problemas de funcionamento, incluindo a queima prematura da resistência.
  6. Falta de Manutenção: A falta de manutenção regular do chuveiro, como a limpeza da resistência para remover depósitos minerais, pode contribuir para o acúmulo de sujeira e detritos, afetando o desempenho da resistência e levando à sua queima.
  7. Choque Térmico: Alterações bruscas na temperatura da água, como alternar rapidamente entre água quente e fria, podem causar estresse na resistência e eventualmente levar à queima.
  8. Problemas de Aterramento: Problemas de aterramento ou falhas na conexão elétrica podem resultar em picos de energia que podem afetar negativamente a resistência do chuveiro.

É importante notar que a queima da resistência do chuveiro pode ser evitada ou minimizada com a adoção de práticas adequadas de uso e manutenção. Realizar a limpeza regular da resistência para remover depósitos minerais, evitar o uso excessivo e garantir uma instalação correta são medidas que podem prolongar a vida útil da resistência. Além disso, investir em um chuveiro de qualidade e manter a rede elétrica bem cuidada também contribui para prevenir problemas de queima da resistência.

Gostou do conteúdo?

E então, entendeu melhor sobre como trocar a resistência do chuveiro? E se você gostou, continue a acompanhar mais artigos como esse no Blog Copalux. Aproveite e veja também a loja da Copalux e compre o seu chuveiro!

Perguntas Frequentes

Quais ferramentas são necessárias para trocar a resistência do chuveiro?

Você precisará de uma resistência nova, chave de fenda, alicate, fita veda rosca, pano ou toalha, e é fundamental desligar a energia elétrica no disjuntor principal.

Posso trocar a resistência do chuveiro por conta própria?

Sim, é possível trocar a resistência do chuveiro por conta própria, desde que você siga as instruções de segurança e tenha conhecimento básico de eletricidade.

Qual é a causa mais comum de queima da resistência do chuveiro?

A sobrecarga elétrica devido a variações na tensão da rede é uma das principais causas, assim como a qualidade da água e o uso excessivo do chuveiro.

Com que frequência devo trocar a resistência do chuveiro?

Isso pode variar dependendo do uso e da qualidade da água, mas em média, a resistência pode durar de 1 a 3 anos.  

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.