Meu carrinho
0
Seu carrinho está vazio

Dicas

Lâmpadas: Qual a diferença entre luz quente e luz fria?

Publicado em 04.07.2023 |
Visualizações
2.268 visualizações
Imagem do autor Equipe de Redação Copalux
Equipe de Redação Copalux
Redator da Copalux

A iluminação desempenha um papel fundamental na criação de atmosferas, influenciando nosso humor, produtividade e conforto em cada ambiente. Ao escolher a iluminação adequada, podemos transformar espaços comuns em refúgios acolhedores, áreas de trabalho funcionais ou cenários vibrantes para socialização.

Mas como saber qual tipo de iluminação é mais adequado para cada ambiente? Qual a diferença entre luz quente e fria? Continue a ler e entenda tudo!

O que é luz quente?

Luz quente é uma expressão utilizada para descrever a cor ou temperatura de uma fonte de luz. Refere-se a uma tonalidade de luz que geralmente é percebida como acolhedora, aconchegante e amarelada, semelhante à luz emitida por velas ou lâmpadas incandescentes. É oposta à luz fria, que possui uma tonalidade mais branca ou azulada.

A temperatura de cor é medida em Kelvin (K) e está relacionada à temperatura em que um objeto aquecido emite luz. A luz quente é geralmente associada a valores de temperatura de cor mais baixos, entre 2.700 K e 3.000 K. Essa temperatura de cor mais baixa cria uma aparência de cor mais amarelada ou alaranjada, transmitindo uma sensação de calor e intimidade.

A preferência por luz quente ou fria pode variar de acordo com o ambiente e a finalidade. A luz quente é frequentemente utilizada em espaços de relaxamento, como salas de estar, quartos e restaurantes, pois cria uma atmosfera mais confortável e agradável. Já a luz fria é comumente usada em ambientes de trabalho, como escritórios e hospitais, pois proporciona uma melhor iluminação para tarefas que exigem maior concentração e precisão.

luz quente

Foto: Canva

O que é luz fria?

Luz fria é uma expressão utilizada para descrever a cor ou temperatura de uma fonte de luz. Refere-se a uma tonalidade de luz que geralmente é percebida como branco-azulada, semelhante à luz natural do dia ou à luz emitida por lâmpadas de LED ou fluorescentes.

Assim como a luz quente, a temperatura de cor da luz fria é medida em Kelvin (K). A luz fria está associada a valores de temperatura de cor mais altos, geralmente acima de 5.000 K. Essa temperatura de cor mais alta cria uma aparência de cor mais branca, com um tom azulado, transmitindo uma sensação de energia e alerta.

Além disso, a luz fria é frequentemente utilizada em ambientes externos, como ruas, estacionamentos e áreas de segurança, pois oferece uma melhor reprodução de cores e maior visibilidade durante a noite.

É importante destacar que a escolha da temperatura de cor da luz é uma questão pessoal e pode depender da preferência individual, do objetivo de iluminação do ambiente e do efeito desejado.

luz friaFoto: Canva

Qual a diferença entre luz quente e luz fria?

A diferença entre luz quente e luz fria está relacionada principalmente à tonalidade e temperatura de cor das fontes de luz. Aqui estão algumas diferenças importantes entre elas:

  1. Tonalidade: A luz quente tem uma tonalidade amarelada ou alaranjada, enquanto a luz fria tem uma tonalidade branca ou azulada. A luz quente lembra a cor das velas ou lâmpadas incandescentes, enquanto a luz fria é semelhante à luz natural do dia ou lâmpadas fluorescentes.
  2. Temperatura de cor: A luz quente está associada a temperaturas de cor mais baixas, geralmente entre 2.700 K e 3.000 K. Por outro lado, a luz fria está associada a temperaturas de cor mais altas, geralmente acima de 5.000 K.
  3. Atmosfera e sensações: A luz quente cria uma atmosfera acolhedora, íntima e relaxante. É frequentemente usada em ambientes domésticos, como salas de estar e quartos. Por outro lado, a luz fria tem uma aparência mais brilhante e energética, sendo utilizada principalmente em ambientes de trabalho, como escritórios e espaços comerciais.
  4. Aplicações: A luz quente é ideal para áreas de descanso, relaxamento e entretenimento, pois proporciona uma sensação de conforto e aconchego. Já a luz fria é mais adequada para tarefas que exigem concentração, como leitura, estudo e trabalhos detalhados.
  5. Reprodução de cores: A luz quente tende a acentuar tons mais quentes, como vermelhos e amarelos, enquanto a luz fria tende a reproduzir as cores de forma mais neutra e equilibrada.

É importante lembrar que a preferência pela utilização de luz quente ou luz fria é subjetiva e pode variar de acordo com as preferências pessoais, o objetivo de iluminação do ambiente e as necessidades específicas de cada situação.

diferenca

Foto: Divulgação

Qual iluminação devo usar em cada ambiente?

A escolha da iluminação adequada para cada ambiente depende de vários fatores, como o objetivo do espaço, as atividades realizadas nele, a atmosfera desejada e as preferências pessoais. Aqui estão algumas orientações gerais sobre a iluminação recomendada para diferentes ambientes:

Sala de estar

Recomenda-se uma combinação de luzes diretas e indiretas. Utilize uma iluminação geral com luz suave e difusa, como luminárias de teto ou arandelas, para criar uma atmosfera agradável. Acrescente luminárias de mesa ou de piso para iluminar áreas específicas, como um canto de leitura ou uma mesa de centro.

Quarto

Opte por uma iluminação suave e relaxante. Use abajures nas mesas de cabeceira para leitura noturna e uma luz ambiente geral, como um lustre ou plafon, com a opção de ajustar a intensidade. Considere também a instalação de luzes de destaque, para criar uma atmosfera acolhedora.

Cozinha

Priorize uma iluminação brilhante e funcional para facilitar as atividades culinárias. Utilize luzes embutidas no teto para uma iluminação geral e uniforme. Na cozinha, adicione luminárias pendentes sobre a bancada, fogão e pia para uma iluminação direta e focalizada.

Banheiro

No banheiro, opte por uma iluminação clara e nítida para facilitar as tarefas de higiene pessoal. Utilize uma combinação de luzes de teto, como spots ou plafons, para uma iluminação geral. Acrescente iluminação ao redor do espelho, com luzes laterais ou um espelho iluminado, para evitar sombras indesejadas no rosto.

Home Office

Priorize uma iluminação brilhante e direcionada para um bom desempenho no trabalho. Utilize uma combinação de luzes de teto ou luminárias suspensas para a iluminação geral. Adicione uma luminária de mesa direcionável para iluminar a área de trabalho de forma mais precisa e evitar reflexos na tela do computador.

Lembre-se de considerar a temperatura de cor da iluminação, optando por luz quente para ambientes de descanso e luz fria para espaços de trabalho.

Gostou do conteúdo?

E então, entendeu melhor sobre a ducha higiênica? E se você gostou, continue a acompanhar mais artigos como esse no Blog Copalux. Aproveite e veja também a loja da Copalux e compre sua ducha!

Perguntas Frequentes

O que é iluminação quente?

A iluminação quente é caracterizada por uma tonalidade amarelada ou alaranjada. Ela cria uma atmosfera acolhedora e aconchegante, semelhante à luz emitida por velas ou lâmpadas incandescentes.

O que é iluminação fria?

A iluminação fria possui uma tonalidade branca ou azulada. Ela é mais brilhante e energética, semelhante à luz natural do dia ou lâmpadas fluorescentes.

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.